você Pode amar ou não… entretanto aqui você tem o hack com o que conseguiram deixar um iPhone com o recinto de trabalho do Vista. VistaPerfection 2.0 é um skin que usa os ícones e o estilo do Windows Vista a respeito um iPhone de modo muito bem conseguida.

A modificação adiciona a barra de tarefas (com o ícone Start), os temas, os sons, papéis de parede e até a lixeira. E é que há gente para tudo. Nesta ocasião (dizem que não é um fake) um grupo de usuários de modmyifon conseguiu e se contam detalhadamente como fazê-lo. No fundo, segundo o autor, se tratava apenas de mostrar que se podia fazer. São estes os novos iPhone? Que tipo de mente perturbada é apto de cobiçar fazer isso a um iPhone.

  • Ação administrativa: 31 horas Βεατρίκη (discussão) 18:44 26 oct 2007 (CEST)
  • 79 Fonemático e fonético
  • Integração com Outros Serviços da Ford / Serviços de Terceiros
  • Raças médias: a partir dos 7 anos

Para Carroll, os fatores que descrevem não são estáticos, todavia que se relacionam com a aprendizagem. Este modelo consiste em que a inteligência é criada por 3 estratos: o primeiro (os mais acessível), o segundo (os mais complexos), e o terceiro (o mais geral). Carroll integrou na sua suposição dos trabalhos de Spearman, Thurstone, Guilford, e Catell.

Capacidades concretas, o mais concreto e específico, adicionam um grande número de aptidões mentais primárias, muito semelhantes as habilidades primárias levantadas por Thurstone, como a memória geral. São vinte fatores que reunem as provas utilizadas pra medir as diferentes capacidades; referem-se, fundamentalmente, às capacidades necessárias ao desempenho acadêmico, mas inclui também as relações interpessoais e de trabalho. 2F → inteligência fluida: Raciocínio indutivo e raciocínio quantitativo. 2C → inteligência cristalizada: Linguagem impresso, compreensão da linguagem, a compreensão do vocabulário. 2V → assimilação visual ampla: Visualização, relações espaciais. 2U → clareza auditiva ampla: Discriminação do som do discurso, distinção do som geral. 2S → velocidade cognitiva geral: Velocidade pra fazer o teste, praticidade numérica e velocidade perceptiva.

2R → know-how ampla de lembrança: Fluência, sensibilidade aos problemas, felixibilidad figuraly praticidade para nomear. 2E → ampla capacidade de memória: Amplitude de memória, memória semântica, memória de recordação livre, memória visual. É um fator de inteligência geral, denominada de três G. Conceito adotado para o fator “g” do padrão de Spearman, esse que engloba os estratos anteriores, contudo destacando a relevância da inteligência fluida e cristalizada. Conforme está exibido no modelo de Spearman g é o fator universal de inteligência que reúne todas as capacidades cognitivas.

As contribuições de John Carroll pra psicologia são múltiplas. Seu livro de Habilidades Cognitivas Humanas constitui uma das obras mais influentes na história da procura de inteligência, em que se adiciona esta suposição psicológica. Portanto, é respeitável apreender as avaliações de Carroll sobre a inteligência, ou ao menos o paradigma que ele descobre melhor do que representa o teu ponto de visibilidade.

Outra das tuas maiores contribuições foi a influência e o desenvolvimento da aplicação da observação fatorial como jeito de estudo pras capacidades cognitivas. As contribuições de John Carroll para a psicologia são múltiplas. Seu livro de Habilidades Cognitivas Humanas constitui uma das obras mais influentes na história da pesquisa de inteligência, em que se inclui esta hipótese psicológica. Portanto, é sério entender as avaliações de Carroll a respeito da inteligência, ou no mínimo o modelo que ele encontra mais do que representa o teu ponto de visão.

John Carroll descreveu a sua visão da técnica cognitiva como aquela que compreende múltiplos fatores, onde cada um é independente entre si. Estes fatores diferem em teu nível de generalidade sobre todo o domínio da know-how cognitiva. E destaca-se, principlamente, o fator g, ou mais geral, como aquele que tem uma conexão direta com todas ou quase todas as possíveis medidas de prática cognitiva.

Outra das suas maiores contribuições foi a influência e o desenvolvimento da aplicação da observação fatorial como recurso de estudo pra capacidades cognitivas. Uma das principais opiniões que se faz a este modelo é que os fatores não destacam nada a respeito da meio ambiente ou o funcionamento da inteligência, só tem uma função meramente descritiva e não explicativa. Apresenta um carácter artificial nas investigações psicométricos e uma falta de atenção aos contextos reais, onde a conduta inteligente ocorre. Colom, Roberto, & Flores-Mendoza, Carmen. Inteligência e memória de trabalho: a conexão entre o fator g, complexidade cognitiva e prática de processamento. J. B. Carroll (1993), Human cognitive abilities: A survey of fator-analytic studies, Cambridge University Press, New York, NY, Usa.